Educando filhos

sábado, 20 de dezembro de 2008

Amar os filhos não significa dizer sim a tudo, e isso fica claro na postagem criando monstros. Lembro de quando minhas filhas eram pequenas, sempre coloquei limites, para cada sim também existia um não. E não tenho vergonha de dizer que quando precisava de uma palmada nunca hesitei em da - lá mesmo que doesse mais em mim do que nelas.tentei fazer o melhor, dei o máximo de mim, e amo-as com toda força do meu coração. Nada para mim é mais importante que elas, mas acredito que algumas palmadas não fizeram mal algum, muito pelo contrario; pois elas nuca tiveram duvidas em relação ao meu amor por elas.


Hoje tenho o maior orgulho. Estão crescidas Renata a mais velha está com 19 anos e Amanda com 17 anos, são lindas(veja o foto acima) ,educadas e maravilhosas,e não é babação de mãe pois recebo muitos elogios em relação a elas.
Aprenderam entre uma palmada e outra que os mais velhos tem muito valor e por isso devem ser respeitados.
 
Aprenderam que o mais importante na vida é o amor. Pois é através dele que nos doamos, perdoamos e constituimos familía,triste dequele que nunca amou ou nunca foi amado.
Que as amizades quando são verdadeiras são para a vida toda, mesmo quando estão afastada por um motivo ou outro.Mas que o amor e o carinho sempre serão o mesmo ainda que se passe cem anos.
Que a famílía sempre vem em primeiro lugar, e que a união faz a força.
E que não importa o que acontecer o meu amor por elas nunca mudará,pois sempre serão a luz da minha vida, a razão do meu viver.
Renata e Amanda amo vocês!!!!!

                                                   Eu e minhas lindas filhas.


3 comentários:

Juca disse...

Seu post está maravilhoso! Li o post anterior para entender melhor seu desabafo neste post!

Parabéns pela linda família e por ter dito alguns nãos quando foram necessários!

Beijos!

Du disse...

Que lindoooooooooo!!!!!
Saudades imensas de todos aí! :(
Vou ter que dar um jeito de aparecer logo!
Amo vocês!

Du disse...

Zani!!!
Procuremos amar mais, fazer mais, acreditar mais, sonhar mais, viver mais; reclamar menos, lamentar menos, julgar menos, criticar menos...

Que isso tudo sirva, não apenas para o dia de Natal, mas para todos os dias do ano.
Quando, mais do que uma lembrança, a “Boa Nova” deve ser uma vivência cotidiana.

Um fraterno desejar: felicidade, paz, prosperidade e amor.

Grande beijo pra vocês, feliz Natal! \o/

  © Blogger templates Newspaper II by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP